• Horário de atendimento no período de férias: de segunda à sexta, das 14h às 20h.
Publicado em: 27/11/2013

27/11/2013

Ex-aluna de Rádio e TV destaca-se na área de Audiovisual e de pós-produção

A ex-aluna do curso de Rádio e TV das Faculdades Integradas Rio Branco, Keila Borges, vem se destacando na área de Audiovisual e de pós-produção. Tendo atuado, desde 2001, em produtoras, a ex-aluna busca aperfeiçoamento e especialização constantes.

A paulistana radicada no Rio de Janeiro, mãe de dois filhos, é, atualmente, coordenadora de pós-produção na Hungryman, produtora internacional presente em mais de cinco países. Também coordenou a pós-produção da série "Mulher Invisível", que conquistou o Emmy Awards, em 2012, com a Conspiração Filmes.


Keila Borges

Antes de entrar na Rio Branco, a ex-aluna já atuava na área. Iniciou o curso de Jornalismo em outra instituição, mas a paixão pelo Audiovisual a levou a buscar novos caminhos. Suas primeiras experiências profissionais foram vivenciadas em produção de base em produtora e em assistência em sets de filmagem, no ramo da Publicidade.

No entanto, apesar da experiência, a ex-aluna percebeu a importância da formação e da especialização para atuar no mercado de trabalho, e escolheu a Rio Branco para aprofundar seus conhecimentos, no curso de Rádio e TV - foi aprovada em 1º lugar no vestibular daquele ano.

A estudante consagrou-se, ainda, como aluna Bolsa Mérito Acadêmico - ganhou bolsas de estudos integrais para cursar a próximas etapas correspondentes. Conquistam esta premiação os estudantes da Rio Branco que apresentam nota global superior a 8,5.

"Na Rio Branco me deparei com ótimos professores e descobri em mim um potencial para a pesquisa e área acadêmica. Percebia uma constante preocupação de todos os profissionais envolvidos com a missão de passar conhecimento e despertar a curiosidade dos alunos. Mais do que aprender a manejar equipamentos ou apertar botões, o embasamento cultural e teórico são importantes para apurar o gosto artístico e técnico, o olhar e o senso crítico", destacou a ex-aluna.

Em suas palavras, a ex-aluna reafirmou que a Rio Branco foi como um grande laboratório, tanto teórico quanto prático.

Para morar em Buenos Aires, na Argentina, a ex-aluna trancou o curso, durante um ano e meio. Retornou ao Brasil e retomou seus estudos em 2005, ano em que começou a trabalhar como assistente de produção e pós-produção na OpenFilmes, exercitando seu olhar na área. "Naquele momento, ainda se captava muito com película e eu morria de curiosidade de acompanhar um telecine e uma marcação de cor", comentou.

Após a experiência, trabalhou na finalizadora Pix Post, na área de atendimento, mas já se envolvendo com a área de pós-produção. Keila, ainda estudante, teve a oportunidade de realizar seu Trabalho de Conclusão de Curso orientado pela cineasta brasileira Suzana Amaral, roteirista e diretora do consagrado filme "A Hora da Estrela".

Com seu diploma em mãos, Keila recebeu a proposta de trabalhar no Rio de Janeiro com a produtora Conspiração Filmes - esteve envolvida em diversos projetos, incluindo edição, processos de composição, efeitos, animações 2D e 3D. A partir de 2009, começou a se envolver com projetos de Televisão e desenvolveu trabalhos para empresas como Discovery Channel e TV Cultura. Foi neste período que conquistou um grande reconhecimento profissional - o Emmy Awards, pela série "Mulher Invisível".

Keila Borges concluiu seu período na produtora e passou por um processo de reciclagem em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Para a ex-aluna, a faculdade é uma ferramenta e não um fim. "Isso, de alguma forma, reflete a paixão que a gente tem pelo que está fazendo e isso é algo que se percebe facilmente. Uma pessoa que tenha essa paixão e tenha uma formação bacana acaba entrando mais fácil no mercado de trabalho. Isso tem a ver com bons relacionamentos claro. Mas, bons relacionamentos não te transformam em bom profissional", destacou.